domingo, 25 de dezembro de 2011

ENTÃO É NATAL !!!



"Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: Deus conosco."  (Mateus 1 : 23)


Muito embora haja especulações acerca da data do nascimento de Cristo. Uma coisa é certa, Cristo nasceu um dia (Mt 1:18-25), e claro morreu e ressuscitou (Jo 21:14). Mas para ter morrido e ressuscitado como demonstração de vitória a nós com a chave da morte. Era necessário nascer. Um dia especifico é pouco para lembrar essa forma de gratidão do amor de Deus demonstrado a nós.
Mas é através do natal que muitos passam conhecer de alguma forma mesmo que superficial que Cristo nasceu, basta nós, até mesmo você que não comemora ou celebra de espécie nenhuma, conscientizar principalmente as crianças o real motivo do nascimento de Cristo, independente da data, pois o mais importante é que Deus veio a esse mundo para padecer não apenas por mim e por você, mas em nosso lugar.
É necessário que nós Cristãos se preocupem em anunciar, não apenas o nascimento mas também a morte e ressurreição de Cristo, sendo assim pagou e perdoou o nosso pecados e nós deu a vida eterna, a todos que o aceitam como Senhor de sua vida, sendo assim como filhos de Deus. (João 1:12).

Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. (Isaías 9:6)


sexta-feira, 23 de setembro de 2011

O MEU MELHOR PARA DEUS !!!


...porque não oferecerei ao SENHOR meu Deus sacrifícios que não me custem nada...
II Samuel 24:24

Devido aos pecados cometidos por Davi, Deus usa o profeta Gade para falar com Davi e lhe dá o direito de escolher uma de três coisas: (1) Três anos de fome sobre sua terra; (2) Três meses fugindo dos seus inimigos; (3) Três dias de peste na sua terra. Davi escolhe três dias de peste, e vendo o que aconteceu, Davi clama a Deus.Depois como ordenança de Deus vai ao campo de Araúna ofertar a Deus (campo que foi construído o templo) , e o mesmo oferece ao rei Davi tudo para o sacrifício, mas Davi recusa receber gratuitamente e pede que Araúna lhe dê o preço.

Vamos aprender com Davi, e aplicar para nossas vidas:
A pergunta é ?
QUAL O PREÇO DE SUA ADORAÇÃO? O QUE TEM TIDO VALOR PRA MIM?
O que é sacrifício? Abandono forçado ou voluntário daquilo que nos é precioso, renúncia, abnegação, oferta solene à divindade.

PARA OFERECER UMA ADORAÇÃO A DEUS DE VALOR É NECESSÁRIO:
1° OBEDECER DEUS
É obedecendo que vamos conhecer o Seu cuidado conosco e seu modo de agir na pratica. E duas coisas temos que analisar em nossa vida pra obedecermos são PRIORIDADE, TEMPO, o que priorizamos? E aonde gastamos nosso tempo?
Remindo o tempo; porquanto os dias são maus. (Efésios 5:16)
lembrando que o sentido de versículo “remindo o tempo” é aproveitar as oportunidades
Seguir o exemplo dito por Jesus Lucas 10:41 E respondendo Jesus, disse-lhe: Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária; e Maria escolheu a melhor parte.

“Assim, cada um de nós prestará contas de si mesmo a Deus.” (Rm 14.12-NTLH)
Viver uma vida cristã correta diante de Deus requer sacrifícios. “Então, disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me.”(Mt 16:24-RA)

2° CONHECER A DEUS
OBEDECENDO SE CONHECE A DEUS
EX. Davi conhecia o que agradaria a Deus
A graça e o perdão são gratuitos, mas Davi entende que para adorar, ou seja, oferecer sue melhor a Deus exige esforço de nossa parte.
Para se conhecer alguém temos que conviver, conversar, isso parte da obediência.
Efésios 4:20 - Mas não foi assim que aprendestes a Cristo.
Efésios 4:21 - Se é que, de fato, o tendes ouvido e nele fostes instruídos, segundo é a verdade em Jesus.
Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento.
(Mc 12:30)

3° REALIZAR O QUE DEUS QUER DE MIM
EXIGIRÁ ,RENUNCIA, ESFORÇO
Como eu e você tem participado? Ou se doado
Davi foi ordenado a uma distância considerável de sua casa
Deus quer algo autêntico, algo que seja nosso de verdade
Que darei eu ao SENHOR, por todos os benefícios que me tem feito? Salmo 116:12
Colossenses 3:1,2 - Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus.
Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra.
Uma senhora perguntou certa vez ao pastor.
Verdade que terei que dar 10% da minha renda para fazer parte da igreja?
Lamento, respondeu o pastor. A senhora foi mal informada. Isso não é verdade, não apenas 10% , mas 100%, além do mais da a sua vida
Tudo pertence a Deus. Sua vida foi comprada na cruz.
A igreja é sua família, deixar de comparecer é deixar de compartilhar em família.
Claro que vai muito além de só congregar, mas é o começo, não esquecer de estender a mão.
Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará. ( Gálatas 6:7 )
Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento.
(Filipenses 4:8)
                                                                                           
DEUS QUER O MELHOR DE MIM , E DE VOCÊ !!!


Oton G. Cesar








sexta-feira, 5 de agosto de 2011

O produzir fruto

Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos. (João 15:8)

O Capítulo 15 do evangelho de João, Jesus está ilustrando a vida de um Cristão com a videira. Algo bem conhecido dos judeus, pois existiam várias plantações.
 E Jesus começa dizendo que ELE é a videira verdadeira e o Pai o agricultor (Jo 15:1). E que todo ramo que não produz fruto corta, e todo ramo que produz fruto Ele poda, afim de que produza mais fruto ainda (Jo 15:2).
Jesus estava dizendo ao povo de Israel que o fato de pertencer ao povo, não significa se aceito por Deus, era para isso necessário está ligado na videira, ou seja em Jesus Cristo.
Três coisas podemos aprender com essa passagem:

1. O não produzir fruto, pode ser um sintoma de não estar ligados à videira verdadeira
Se tratando de planta, para que um ramo seja saudável é necessário que ele não esteja ligado aparentemente, mas que haja uma união orgânica de fato, para que o ramo receba do tronco a seiva.
E é evidente que um ramo recebendo seiva, produza frutos. Um cristão que não produz fruto, pode ser um sintoma de que não está recendo a seiva, ou seja não está deixando fluir nele o mover do Espírito, em Romanos 6:22 diz: " Mas agora, libertados do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna".


2.Todo cristão verdadeiro produz fruto
Não que o produzir fruto é com objetivo de se estar na videira, mas é como resultado de se estar ligado a videira, na qual é Cristo. O fato de estamos ligado em Cristo nos faz produzir fruto. Se permanecermos Nele damos muito fruto (Jo 15:5b).
"Ou fazei a árvore boa, e o seu fruto bom, ou fazei a árvore má, e o seu fruto mau; porque pelo fruto se conhece a árvore."  (Mateus 12 : 33)
Que possamos produzir bom frutos, e não se achado como diz em Isaías 5, por alguns chamado o cântico do vinhateiro, fala sobre uma vinha plantada em campo fértil (Is 5:1b), mas veio a produzir uvas bravas (Is 5:2b).
O produzir fruto é uma conseqüência do servir a Cristo, devemos produzir não somente fruto, mas bom fruto.
"Porque não há boa árvore que dê mau fruto, nem má árvore que dê bom fruto."  (Lucas 6 : 43)

3.Não produzimos fruto para nós mesmo
O fruto que produzimos não é para nós, e muito menos para se sentirmos melhor que outros.
"Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos." (Jo 15:8).
Serve como testemunho, pois os frutos mostra quem somos, se ligados em Cristo, logo se espera que o nosso fruto seja os de Cristo. Os frutos que temos que produzir são os frutos de justiça, o qual vem por meio de Cristo Jesus (Filipenses 1:11).
O fruto não é pela nossa capacidade cultural ou intelectual, mas mediante a submissão a Cristo.
"...sem mim nada podeis fazer." (Jo 15:5b)
"...O ramo de si mesmo não pode produzir fruto, se não estiver na videira."  (Jo 15:4b)
O fruto é o operar de Cristo em nós, mas que fruto seria ?
Porque o fruto do Espírito está em toda a bondade, e justiça e verdade; (Efésios 5:9)
Que possamos refletir sobre o fruto no que Jesus disse:
"Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos." (Jo 15:8).


Oton G. Cesar

quarta-feira, 22 de junho de 2011

O TERMO JULGAR !!!

Não escrevo estas coisas para vos envergonhar, mas para vos admoestar, como a filhos meus amados.  I Coríntios 4.14

 Quando se fala em julgar, a maioria lembra, “não julgueis para não serem julgado” (Mt 7:1), analisando a passagem, o que Jesus quer dizer, é a respeito de pessoas tendenciosas somente em julgar as pessoas, não olhando a si próprio, nos versículo em diante veremos, no sentido de pessoas que apontam para outras, mas comente coisas piores (Mt 7:2-5). Então não posso dizer nada? Muitos usam do termo pra dizer: “está me julgando?” Como desculpa para continuarem na prática do erro.
Como diz o Pr. Mark Driscoll julgar não é condenar! A palavra julgar popularmente se tornou “sentença”, mas não é isso. Julgar nem sempre é condenar. Julgar pode ser avaliar, sentenciar, emitir juízo de valor. Determinar punição não é o mesmo que julgar porque num julgamento o réu pode ser inocentado. Se julgar é determinar punição não se precisaria de juiz. Bastava a polícia mesmo, punir o infrator, no caso da lei dos homens. E no termo Bíblico? Não é muito diferente.
Devemos avaliar sim, mas não criticar, se alguém estiver ensinado uma heresia, ficaremos mudos? Mas é fulano ele é famoso!Hoje em dia parece isso é o que vale. Não devemos ficar apontando erros humanos, todos somos falhos, mas aceitar ensinos errados da Bíblia, jamais!
Nenhum ser humano gosta de ouvir que está errado, isso não traz nenhuma alegria com certeza. (Hebreus 12:11).
Mas quanto aos erros humanos a Bíblia nos orienta repreender, o Espírito Santo deu-nos a oportunidade de compreender o ato de julgar. Em 1 Coríntios 6, o apóstolo Paulo escreve aos coríntios repreendendo-os sobre a omissão deles em julgar as coisas pertencentes a esta vida. A Bíblia diz que aquele que aceita a repreensão é sábio e prudente "O que rejeita a disciplina menospreza a sua alma, porém o que atende à repreensão adquire entendimento." (Provérbios 15:32).
Não devemos apoiar o pecado, devemos repreender sim a Bíblia orienta, (Rm 15:14),(II Tm 4:2); mas o repreender tem que ser com bondade, amor e com espírito de mansidão Gálatas 6:1. Devemos julgar, ou seja, avaliar, analisar, não sendo omissos, e sempre com amor e sabedoria, nunca indo contra a pessoa. Caso a pessoa que foi orientada e quis permanecer em sua ignorância, já é um problema dela para com Deus. Porque muitos não suportarão a pura doutrina e irão atrás de mestres segundo a sua própria cobiça, recusarão dar ouvidos à verdade,  II Timóteo 4:3,4. Que sejamos humildes em admitir o nosso erro, pois, Deus resistes aos soberbos e dá graça aos humildes. (Tg 4:6)
"Melhor é ouvir a repreensão do sábio do que ouvir a canção do insensato."
Eclesiastes 7:5


Oton G. Cesar

quinta-feira, 2 de junho de 2011

A Graça. Qual é a Graça?

...homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de Deus...
Judas 4

O que é graça: Favor imerecido, benefício não obtido por serviços, bondade recebida gratuitamente. O dom maravilhoso de DEUS, perdão dos pecados e capacidade de viver com dignidade no presente e com esperança para o futuro. (Dicionário Bíblico Ebenezer).
Já ouvi muitas vezes, o que é de “graça” (grátis), muitos não dão valor. Será também no meio cristão isso é um fato? Claro que a palavra graça no Novo Testamento, é muito além de somente gratuito, mas também de “favor imerecido”. A graça de Deus a nós foi incondicional não fizemos nada por merecê-la, nada que fizermos compensará de alguma forma. Nossa obediência é o mínimo, não como troca, mas como gratidão.
Observa que atualmente a meu ver, a graça de Deus, tem se tornado uma “graça”, usando-a como desculpa pela falta de comprometimento com Deus. Deprimente é ouvir “estamos no tempo da graça, e não na lei”, realmente isso não é motivo para dizer que servimos a Deus apenas com palavras e não com atitudes. Em Romanos 6:15 diz: Pois que? Pecaremos porque não estamos debaixo da lei, mas debaixo da graça? De modo nenhum. A banalização de muitas coisas relacionada ao meio cristão (Judas 4). Não fazemos distinção mais entre o que agrada a Deus, e o que é a nossa vontade. Graça sem mudança de vida, isso requer mudança de comportamento, pensar e agir, ciente que é processo, aos poucos, mas sem se adaptar com o erro. A graça de Deus virou uma piada do século XXI, muito vão ler e dizer que sou legalista. Muitas regras criadas dentro da igreja são anti-bíblico, e não é disso que estou dizendo, me refiro a desfrutar dessa graça incondicional que nos alcançou.
Pois pela graça de Deus por intermédio de Cristo Jesus; somos livres do pecado. O capitulo 6 de Romanos nos mostra o quanto temos total condições, dada por Cristo em vencer o pecado em nós, morto para o pecado e vivo para Deus. No versículo 13 na segunda parte deixa bem claro o que o Senhor requer de cada cristão... mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça.
Somos servos de quem obedecemos (Romanos 6:16), mas graças a Deus somos libertos para sermos servos da justiça (Romanos 6:18). Certa vez em uma viajem um adesivos dentro do ônibus estava escrito a seguinte frase: “Deus sem você é Deus, você sem Deus é nada”, acho que não preciso nem comentar.
Nunca se esquecendo que por Deus somos fortalecidos; ...mas onde o pecado abundou, superabundou a graça; (Romanos 5:20).


Oton G. Cesar

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Vigilância

Por que estais dormindo? Levantai-vos, e orai para que não entre em tentação.
Lucas 22:46

Certa vez, se aproximando a hora de Jesus Cristo, em que Ele deveria ser morto por nós. Tendo ido Ele como de costume orar no monte das Oliveiras (Lc 22:39). Chegando disse aos seus discípulos para esperarem ali, desceu um pouco adiante, levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu (Tiago e João), Mateus 22:37. Para que eles orassem juntamente com Ele (Jesus), pois, se encontrava muito angustiado e triste, sabendo o que estava para suceder.
Lendo essa passagem podemos perceber que os discípulos, chegado de Jesus, O deixaram sofrer sozinho, nem ao menos oraram juntamente com Cristo. Por três vezes interrompendo Jesus sua oração para vê-los, os achou dormindo. (Mateus 26:40-45)
Várias coisas podemos aprender com essa passagem, em momentos de angustias, perseguições, perigo e etc.  
O que acontecem com muitos cristãos hoje, é semelhante ao que aconteceu com os discípulos, e muito menos aos mais chegado de Jesus, não compreenderam o que Cristo queria que eles fizessem, e não participaram de uma forma prática do sofrimento do Mestre.
Jesus dizendo para vigiar e orar para não entrar em tentação, mas foram achados dormindo todas as três vezes.

Para a reflexão: Tenho eu estado atento ao que Cristo tem alertado para vigiar e orar para não entrar em tentação? Estou subestimando o inimigo? Tenho escolhido outras coisas ao invés de dar ouvido ao que Jesus diz? Ou estou acomodado, achando que o perigo não é iminente.
A palavra diz : Não extingais o Espírito ( I Ts 5:19). Não extingais é o mesmo que não apagar. Se eu ouço, mas não obedeço estou como que apagando aos pouco o agir do Espírito em mim, como que não desse crédito ao que ELE disse. Em Lucas 21:36 Jesus nos orienta: Vigiai em todo tempo, e orai.
Que possamos estar atendo ao nosso redor como alertou o apostolo Pedro para sermos sóbrios, ou seja, discretos e vigiar pois o nosso adversário, anda ao derredor, rugindo como leão, buscando a quem possa tragar ( I Pedro 5:8).
E nunca se esquecer que nossa luta não é contra o nosso próximo, e sim contra os principados e potestades ( Ef 6:12).
Vamos ouvir e obedecer ao que Cristo está falando aos nossos corações, pois Ele nós diz:
Por que estais dormindo? Levantai-vos, e orai para que não entre em tentação.
Lucas 22:46


Oton G. Cesar

sexta-feira, 8 de abril de 2011

A VOLTA DE CRISTO !!!


“O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras jamais passarão”. “Quanto ao dia e à hora ninguém sabe nem os anjos no céu, nem o Filho, senão somente o Pai”. Fiquem atentos! Vigiem! Vocês não sabem quando virá esse tempo. É como um homem que sai de viagem. Ele deixa sua casa, encarrega de tarefas cada um dos seus servos e ordena ao porteiro que vigie. Portanto, vigiem, porque vocês não sabem quando o dono da casa voltará: se à tarde, à meia-noite, ao cantar do galo ou ao amanhecer. Se ele vier de repente, que não os encontre dormindo! O que lhes digo, digo a todos: Vigiem.      Marcos 13:31-37

Os conceitos escatológicos continuam aparecendo anunciando a Segunda Vinda de Cristo e os acontecimentos futuros. Alguns textos dos Evangelhos são extremamente importantes na compreensão do conceito escatológico de Jesus. O primeiro deles, conhecido como Sermão Profético aparece em Marcos 13, Mateus 24 e Lucas 21. O termo escatologia deriva de duas palavras gregas: escathos e logos, que se traduzem por “últimas coisas” e “estudo” ou “tratado”. É o estudo ou doutrina das últimas coisas.
Jesus revela que mesmo a terra desaparecendo, a verdade de Suas palavras nunca mudará nem será revogada. Deus e a Sua Palavra são a fontes da única estabilidade neste mundo instável. Quando Jesus diz que nem Ele sabe a data do fim, afirmou sua humanidade. O Pai conhece esse momento; Jesus e o Pai são Deus; mas quando Jesus encarnou, Ele voluntariamente se encobriu de seus ilimitado atributos divinos (Fp2:7).
A ênfase dessa passagem não recai sobre a falta de conhecimento de Jesus, mas sobre o fato de tal informação não ter sido revelada a ninguém. Esse é um segredo do Pai, a ser revelado quando for de Sua vontade. Jesus, no entanto, ensina a humanidade a preparar-se, pois "o Reino de Deus está próximo. Arrependei-vos e crede no Evangelho" (Mc 1.15).
Algumas das profecias já se cumpriu, como a citada por Jesus (Mt24:15-28; Mc 13:14-23; Lc 21:20-24), a destruição de Jerusalém pelos romanos, após a revolta dos judeus contra o império romano.
Muitos sinais tem se tornado até de certa forma comum hoje em dia, como citado em Marcos 13:12 e 13, irmão entregará ao outro a morte, e o pai, ao filho; seremos odiados por causa do nome de Cristo. Antes da segunda vinda de Cristo aparecerá muitos dizendo ser o Cristo (Mt24:23-26), e assim como também falsos profetas operando sinais e prodígios para enganar, se possível, os próprios eleitos. Claro que Jesus deixou alerta e de uma forma bem simples e clara de se entender(principalmente ao povo Judeu) sobre quando se aproximar a hora se instituir o Seu Reino em sua totalidade.
Nos sinópticos quando Jesus fala a respeito de sua vinda, sempre enfatiza a vigilância, ao estar atento e sempre pronto, por não sabermos com exatidão aquele dia, mas deixou explícito quando o mesmo se aproxima (Mt 24:42-44). Em sua escatologia, Jesus disse que muitos esperam aquele dia, mas de forma imprudente, não participará do galardão aos eleitos prometido, o que Ele próprio disse quem nem todos que diz Senhor, Senhor entrará no Reino (Mt 7:21), infelizmente muitos serão enganados pelos falsos profetas (Mt 24:11), a iniquidade também se multiplicará (Mt 24:12), os efeitos catastróficos da natureza também previsto por Jesus, terremotos, fomes, epidemias, coisas espantosas e sinais no céu (Lc 21:11), como também às guerras e rumores de guerras (Mt24:6).
O Senhor Jesus Cristo relatou os sinas que precederiam sua vinda; e já ouvimos falar de tudo que Cristo citou às guerras, epidemias, terremotos, tudo isso para que Seu povo fique em alerta máxima e sempre preparada pra sua volta. E será pregado o evangelho do reino em todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então virá o fim (Mt24:14). Temos da parte de Cristo essa responsabilidade de anunciar o Cristo e a sua volta; muitos cristãos tem se esquecidos de sua volta, talvez por isso se tornam tão materialistas. Mas Cristo nos deixa claro uma coisa, sobre o perseverá do cristão, pra se consumar a salvação de Cristo em nós.
“Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo”. Mateus 24:13


Oton G. Cesar

sexta-feira, 25 de março de 2011

A MENTIRA

Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros.    Efésios 4:25




Pode ser dizer que a mentira é um dos pecados mais praticado pela humanidade, afinal, quem nunca contou no termo popular uma "mentirinha". Será que a Bíblia nos orienta que a mentira as vezes é um mal necessário? Muitos cristãos têm se tornado insensível e debilitado com relação ao pecado da mentira. Jesus enfatizou que o diabo é o pai da mentira (Jo 8:44), outro exemplo na Bíblia é Ananias e Safira eles omitiram parte do valor, para ganharem admiração das pessoas, retendo parte do valor (Atos 5:1-5), e sofreram as conseqüências.
A mentira é um tipo de covardia ou insegurança, ou até mesmo, egoísmo para com a realidade, na maioria das vezes visando interesse próprio. Ela é proibida no decálogo (10 mandamentos),(Ex 20:16), e um dos efeitos da conversão é deixar de mentir (Ef 4:25). Hoje em dia não é facíl confiar nas pessoas, muitos usam mascaras, no termo Bíblico são Hipócritas. Hipócrita é uma transcrição do vocábulo grego "hypochrités", que significa ator ou protagonista no teatro grego. Os atores gregos usavam máscaras de acordo com o papel que representavam. Há muitos que usam mascaras, atores da vida real, que muitas vezes, nem ao menos sabemos quem são.
Pedro deixou claro em uma de suas cartas para a obediência no Espírito à verdade (IPe 1:22),
não existe mentirinha, ou meia verdade, como Cristo disse que o nosso proceder seja sim,sim e não, não por isso o Cristão não tem que ficar fazendo juramento para que acreditem nele, é o que Jesus nos orientou (Mt 5:34-37). A mentira está inclusa na lista, entre os pecados que nós consideramos de maior gravidade, em Apocalipse deixa claro o fim dos mentirosos (Ap 21:8).
Eu li recentemente o seguinte: mentira anestesia a consciência do mentiroso; torna-o insensível à verdade; a verdade não penetra para uma transformação. A mentira vicia com mais facilidade, já que uma mentira conduz a outra. Eu considero a mentira o princípio da falsidade, pois, com isso muitos se escondem quem realmente são.
Estamos todos sujeitos ao erro, mas nem por isso devemos permanecer nele, se confessarmos a Deus, Ele, é fiel e justo pra nos perdoar (IJo 1:9), que a cada dia sendo renovado, andando em novidade de vida (Rom 6:4), que tudo que fizermos na força do Senhor que nos supre (IPe 4:11), para que respeitemos o nosso próximo, porque quem ama se alegra com a verdade (ICo13:6).




Oton G. Cesar

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

A FAMÍLIA

Se o SENHOR näo edificar a casa, em väo trabalham os que a edifica;...
Salmos 127:1a

O princípio da humanidade começou com a instituição da família dada por Deus. E nos dias de hoje tem se visto com outros olhos, tanto é o que se comenta de alguém que se casou “fulano se enforcou”. Claro que é uma brincadeira, mas que em nossa sociedade a família é tratada como um problema, ou que dizer então quando se ouve “um conselho não se case”.  Muitas famílias com lares em total caos, não falo só do aspecto financeiro, mas de problemas de relacionamento. O que tem levado muitos a lares a tal crise onde era pra se desfrutar de paz e prazer com seus cônjuges, mas em muitos casos procuram fora de casa.
E disse Deus não é bom que o homem esteja só... (Gêneses 2:18a) começava a partir daí a primeira família da terra, se foi pensando na solidão do homem que Deus criou a mulher, logo que se entende que é pra um auxiliar um ao outro (A Bíblia deixa bem claro isso). Conta se uma história que li de autor desconhecido que o casal brigou e o marido disse a esposa, não conversa comigo, o marido tinha que acordar para um compromisso às 8:00 horas, no outro dia o marido acorda e olha para o lado e vê  no relógio 9:30, e também um papel escrito “acorde são 8:00 horas”. Entre tantos problemas que as famílias enfrentam a falta de diálogo tem sido em minha opinião o que ocorre na maioria das vezes. Claro que a palavra diálogo sugere apenas conversa, mas é o princípio, pois é necessário que ambas a partes não seja egocêntrica e também se admita a parcela de culpa, e tratar as questões com clareza que tem levado chegar a tal ponto, ser sábio é também saber ouvir. É o que em muitos casos um não ouve o outro, ou fica no jogo de culpa, e de inventar desculpas, ao invés de procurar a solução do problema ficam discutindo o problema, assim nada irá resolver. Na Bíblia encontramos ensinamentos para que às famílias possam ir bem, e saber enfrentar os problemas, como já ouvir não me lembro de quem, a Bíblia é o manual do ser humano. Não basta saber o que fazer, tem que ser transformado em prática, se há o amor verdadeiro ele é paciente, é bondoso, não é desconfiado (ciúmes demasiado) nem orgulhoso, mas se alegra com o que é certo, quem ama jamais desiste enfrenta os problemas com fé, esperança e paciência. ( ICoríntios 13: 4ao7)
Mude algo que possa estar atrapalhando seu relacionamento de ir a diante, se você ainda não disse ainda hoje ao seu cônjuge, ou até mesmo os casais de namorado porque não, caminho para futura família, pergunte e ele (a): - Já disse que ti amo hoje?
E jamais esquecendo:
Se o SENHOR näo edificar a casa, em väo trabalham os que a edifica;...
Salmos 127:1a


Oton G. Cesar

sábado, 12 de fevereiro de 2011

O TEMPO

Remindo o tempo; porquanto os dias são maus.
Efésios 5:16

Ultimamente parece que não há mais tempo para nada, vivemos em meio uma correria, parecendo estar indo tão depressa, que ser quer nos damos conta muitas vezes. Ouve-se muito não dá tempo, não sopra, estou sem etc. A vida de muitos parece ter virado um caos no sentido de ser ter disponibilidade na agenda do dia a dia, o que dizer então o lazer da família e até mesmo pra Deus, não há um tempinho pra isso no momento.
O grande vilão muitas vezes é a falta de organização e disciplina nos seus afazeres diários, caso contrário não sobrará tempo pra nada. Pra alguns a falta de tempo é motivo pra dizer que não tem feito nada pra Deus; lembrando que o sentido de versículo “remindo o tempo” é aproveitar as oportunidades, então não importa onde estivermos podemos fazer algo pra Deus, o nosso próprio testemunho de vida é um bom começo.
A questão do tempo em nossa vida está muito ligado ao que tem sido prioridade em nossa vida, e o que fazemos com o tempo que temos fora do trabalho e a afazeres domésticos. Não desperdiçar o nosso tempo com coisas que não nos edifica, e saber aquilo que realmente é importante; não estou disciplinando meu tempo pra ficar mais com a família? Ou então fazer algo a mais pra Deus? A resposta pela falta de tempo é respondendo a seguinte pergunta onde tenho gastado meu tempo?
Não é deixar os afazeres mas sim com sabedoria aproveitar as oportunidades; exemplo trocar de assistir um filme ou diminuir o tempo em frente ao PC pra fazer coisas que nós dará um retorno inigualável.
Seguir o exemplo dito por Jesus Lucas 10:41 E respondendo Jesus, disse-lhe: Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária;


Oton G. Cesar

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011


Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulaçäo, ou a angústia, ou a perseguiçäo, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?
Romanos 8:35

 O que nós tem feito temer, ao até mesmo desanimar?
As lutas do dia a dia, as nossas frustrações, ou então pessoas que nos perseguem ou necessidade financeiras ou até mesmo ameaças de morte?
Da parte de Deus temos que ELE é nosso refugio e fortaleza (Salmos 91:2). Tudo depende quem nós temos enxergado diante das adversidades? Se olharmos somente o problema a nossa confiança tende a ser pequena. Mas é claro, não vamos fingir que nada está acontecendo, isso seria hipocrisia, logo nula a nossa fé. É saber que nosso problema nos incomoda, mas ver pela fé o agir de Deus em nossas vidas, crer que ELE move em nosso favor. Sentir medo é normal a qualquer ser humano, agora ser dominado e agir pelo medo, isso não é normal a ninguém. A fé é certeza das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem (Hebreus 11:1).
Que a nossa confiança em Deus cresça a cada dia mais em mais, crendo que ELE está cuidando de tudo, e Nele estamos seguro, e não nós distanciemos desse AMOR!!!


Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.
Romanos 8:37



Oton G. Cesar.



sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

"O Senhor é contigo, homem valente"
(Juízes 6:12).

Depois da morte de Josué, o povo de Israel passou por mais de três séculos nos quais "não havia rei em Israel; cada um fazia o que achava mais reto" (Juízes 17:6). Nesse período o povo obedecia por um tempo, depois se afastava de Deus.
 Os midianitas oprimiram os israelitas por sete anos. Eles subiam cada ano e tomavam os produtos alimentícios dos campos e todos os animais dos hebreus. Gideão estava malhando o trigo no lagar quando o anjo lhe apareceu, com uma palavra de encorajamento (Jz6:12), pra alguém, que se escondia, e aonde se extrai vinho. É o que Deus faz, vê o potencial aonde nem nós mesmos conseguimos enxergar. Mas ele foi de imediato dizendo sou pequeno, minha família é a menor e mais pobre. É comum sentimos medo ou até mesmo dúvidas, isso não significa falta de confiança, o que não se pode é deixar de confiar e obedecer no que Deus quer que façamos. Deus provou estar com Gideão por várias vezes (Jz 6:16; 6:36-40), e ouviu da própria boca de seus inimigos a confirmação de Deus (Jz7:13-14).
Gideão liderou um exército de apenas 300 homens, cujas armas eram trombetas e cântaros(vasos) com tocha dentro; que ao tocarem e quebrarem os cântaros e gritarem, os midianitas começaram a correr e fugir, pois era noite e confundiram o seu próprio exército com o inimigo (Jz7:21,22).
Deus usou aquilo que pra muitos é loucura, e até mesmo ousam dizer não dará certo. A confiança e obediência a Deus, ou seja, a fé na prática é que faz nos obter às bênçãos reservada a nós. Se analisarmos sempre tem situações, que nos sentimos incapaz, e quando encorajado o que temos nas mãos parece não ser suficiente, mas isso é real, é Deus que está a nossa frente e Ele que garante a vitória sobre as nossas lutas. Não importa se suas armas pra derrotar um exército são vaso e trombeta, persevere o agir é de Deus. Ele usa o que você tem nas mãos.


Oton G. Cesar